Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia-Obstetrícia é a especialidade médica que se dedica à prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças do sistema reprodutor feminino (ginecologia), bem como ao acompanhamento durante gestação, no parto e pós-parto (obstetrícia).

Quais os cuidados de saúde prestados e as áreas de atividade da Ginecologia-Obstetrícia?

  • Internamento de Ginecologia, que responde ao plano cirúrgico e serviço de urgência;
  • Internamento de medicina materno-fetal;
  • Internamento de puerpério;
  • Consulta Externa;
  • Urgência Ginecológica-Obstétrica;
  • Bloco de Partos;
  • Bloco Operatório;
  • Urgência Ginecológica-Obstétrica;
  • Exames.

Para além da área assistencial, o Serviço desenvolve ainda atividades de formação pré e pós-graduada em medicina e enfermagem, através de diversas parcerias com unidades universitárias no ensino e na investigação.

O Serviço é constituído por um conjunto de profissionais diferenciados e dinâmicos cujo objetivo é a saúde da mulher, tendo ao seu dispor uma equipa que oferece a melhor qualidade técnica na avaliação e tratamento, com genuína vontade de ajudar.

O núcleo de interesse do Serviço é dirigido ao bem-estar da mulher no seu todo, assente numa abordagem sociofamiliar, considerando diferenças étnicas, culturais e religiosas.

  • Serviço de Referência para o Sul do País e Ilhas em Cuidados Peri-Natais Diferenciados;
  • Hospital Amigos dos Bebés acreditado pela UNICEF desde 2005;
  • Creditado pelo sistema CHKS, que garante a Qualidade e Excelência na prestação de serviços e a melhoria contínua dos processos de atuação.

O Serviço dispõe de urgência ginecológica-obstétrica em espaço físico próprio, com uma equipa de ginecologistas/obstetras, pediatras/neonatologistas, anestesistas e equipa de enfermagem disponíveis 24 horas por dia, apta a proporcionar uma experiência de nascimento e de parentalidade positiva.

O Serviço dispõe de um sistema de segurança para o recém-nascido rigoroso (Baby-match) e oferece ainda:

  • Cumprimento do Plano Nacional de Vacinação ao Recém-Nascido;
  • Rastreio Auditivo do Recém-nascido;
  • Registo Civil no âmbito do Projecto Nascer Cidadão;
  • Visitas guiadas à Maternidade do Hospital, satisfazendo dúvidas;
  • Respeito por Planos de Parto.

O Serviço de Ginecologia e Obstetrícia disponibiliza as seguintes consultas:

  • Consulta de Ginecologia geral;
  • Consulta de Uroginecologia;
  • Consulta de Contracepção;
  • Consulta de Senologia;
  • Consulta de Menopausa;
  • Consultas de Obstetrícia diferenciadas e para todas as grávidas na fase de peri-parto;
  • Preparação para o Nascimento e Parentalidade;
  • Diagnóstico Pré-Natal de referência, com colaboração de geneticista;
  • Reprodução Medicamente Assistida – CIRMA;
  • Consulta de Plano de Parto (mais informação AQUI);
  • Consulta de Puerpério Especial;
  • Consulta de Interrupção Voluntária da Gravidez (mais informação AQUI).

As consultas externas são solicitadas através dos Centros de Saúde/Unidades de Saúde Familiar (USF) por via eletrónica, médico assistente ou ainda por referenciação interna.

O Serviço de Ginecologia e Obstetrícia disponibiliza os seguintes exames:

  • Ecografia;
  • Colposcopia;
  • Histeroscopia;
  • Urodinâmica.

O acesso a estes exames destina-se apenas aos utentes com prescrição hospitalar, com origem no serviço de Urgência, Consulta Externa e Internamento. Não são realizados exames com prescrições do exterior.

 

INFORMAÇÕES ÚTEIS

 

Maternidade

Faça uma “visita virtual” à maternidade do HGO AQUI

A Maternidade do HGO realiza em média cerca de três mil partos por ano. O Bloco de Partos (BP) e o Serviço de Urgência Obstétrica e Ginecológica (SUOG) situam-se no piso 1 do edifício central e procuram prestar cuidados de saúde diferenciados à população feminina desde a abertura do Hospital.

Estes serviços são reconhecidos pela sua qualidade, uma vez que regem toda a sua prestação de cuidados à população tendo como princípio que todos têm direito de receber cuidados eficientes e de qualidade, dados sem discriminação de raça, nacionalidade religião ou situação socioeconómica, facilitando, assim, o acesso e a equidade na prestação de cuidados de saúde.

O HGO é hospital perinatal diferenciado e Hospital Amigo dos Bebés (UNICEF) desde 2005.

Tem disponível uma consulta de plano de parto, com o objetivo de esclarecer os futuros pais, diminuir a ansiedade e promover a autonomia da grávida nas várias fases de trabalho de parto.

A Maternidade dispõe de:

  • Corpo clínico de obstetras, neonatologistas e anestesistas de competência e experiência reconhecidas;
  • Corpo de enfermagem especializado em cuidados à mulher, à grávida e ao recém-nascido;
  • Serviço de urgência obstétrica e ginecológica disponível 24 horas por dia, ao longo de todo o ano;
  • Bloco de partos dotado dos recursos físicos, humanos e tecnológicos;
  • Unidade de cuidados neonatais;
  • Sistema de segurança para recém-nascidos, através do sistema de pulseiras eletrónicas.

Toda a metodologia de trabalho tem como alicerces a humanização e satisfação das utentes/família:

  • Privacidade | Todo o trabalho de parto desenvolve-se em quartos individuais, exceto grávidas internadas no BP para vigilância. Todas as utentes que recorrem ao SUOG também são triadas e observadas em salas de observação individual, em que se respeita a confidencialidade e privacidade.
  • Conforto | Dispomos de todos os equipamentos necessários ao conforto das utentes. Todas as salas dispõem de aparelhagens de som, em que a utente pode levar música da sua preferência.
  • Segurança | O BP encontra-se equipado com cardiotocógrafos ligados a uma central de monitorização, permitindo a monitorização permanente do bem-estar materno-fetal sem intrusão na privacidade do casal. Dispõe de equipamento de monitorização por telemetria que permite a livre movimentação da gravida. O HGO possui também um sistema de pulseiras eletrónicas para Recém-nascidos.
  • Acompanhamento | É permitida, no BP, a presença de uma pessoa significativa no decurso do trabalho de parto à escolha da grávida. No SUOG também é permitida a visita de acompanhantes a utentes internadas no serviço de observação. Os acompanhantes devem cumprir escrupulosamente todas as orientações que lhes forem transmitidas pelos membros da equipa do BP e SUOG. No BP E SUOG os acompanhantes só podem circular nas zonas autorizadas.
  • Relação precoce mãe-pai-recém-nascido | No BP fomenta-se o contacto precoce pele a pele após o nascimento entre a mãe e o recém nascido, bem como a amamentação precoce nos primeiros 30 minutos de vida, com vista à promoção da vinculação entre mãe-recém-nascido.
  • Visitas | O HGO recebe periodicamente visitas de grupos de grávidas que realizam preparação para o parto nos Centros de Saúde da área de influência. Estes grupos são recebidos por um enfermeiro do serviço, que faz uma visita guiada às instalações físicas, explica o modo de funcionamento/ dinâmica do serviço e esclarece dúvidas colocadas. Se a sua gravidez não está a ser vigiada no centro de Saúde e pretende visitar o Bloco de Partos, pode contactar o serviço para agendar a visita.
  • Parto normal | Segundo a Organização Mundial da Saúde, entende-se por parto normal: parto de início espontâneo, de baixo risco no início, mantendo-se assim até ao nascimento. A criança nasce espontaneamente, em apresentação cefálica de vértice, entre as 37 e as 42 semanas completas de gravidez. Depois do parto, a mãe e o bebe apresentam-se em boa condição. Incorporamos na nossa prática de cuidados as recomendações da Organização Mundial de Saúde promotoras do parto normal.
  • Aleitamento Materno | No bloco de partos promove-se o contacto precoce e a amamentação na primeira meia hora de vida, de acordo com o desejo da mãe. Atua-se de forma a proteger, promover e apoiar o aleitamento materno através da informação e orientação das grávidas e mães.

 

O Bloco de Partos dispõe de quatro unidades individuais para parto, uma sala de dilatação para três camas, sala de cuidados imediatos ao Recém nascido, duas salas operatórias e uma sala de cuidados especiais com capacidade para duas camas.

São assegurados os cuidados clínicos a todas as utentes com gravidez, parto e puerpério de baixo, médio e alto risco.

Os blocos Operatórios destinam-se a responder a situações de urgência/emergência no bloco de Partos e cirurgias eletivas em gravidez e puerpério de risco.

A sala de cuidados especiais é destinada ao recobro anestésico e vigilância /tratamento de utentes com patologia na gravidez que exija vigilância hemodinâmica e tratamento intensivo.

Após o parto, as utentes permanecem cerca de duas horas no bloco de partos antes de serem transferidas para o serviço de Internamento (Puerpério) no 5.º piso.

Assista ao vídeo, e conheça melhor o Bloco de Partos do HGO:

 

Gabinete Nascer Cidadão

O Instituto de Registos e Notariado através da Conservatória de Registo Civil de Almada tem em funcionamento no Serviço de Ginecologia-Obstetrícia, piso 5, o Gabinete Nascer Cidadão que visa apoiar o registo de nascimento dos recém-nascidos ocorridos na Maternidade do HGO.

O Gabinete Nascer Cidadão funciona no HGO 2.ª, 4.ª e 6.ª feira, das 9h às 17h, atendendo por marcação mediante solicitação de senha.

Trata-se de um serviço de proximidade muito relevante que permite o registo seguro e precoce dos recém-nascidos.

Não havendo possibilidade de assegurar o funcionamento do Gabinete Nascer Cidadão todos os dias da semana informa-se que o registo dos recém-nascidos pode ser igualmente efetuado através do site: https://justica.gov.pt/Servcos/Registar-nascimento que permite aos progenitores requerer o registo de nascimento online, de forma cómoda e segura, mediante autenticação com cartão de cidadão e chave móvel digital, podendo ainda solicitar o cartão de cidadão para o recém-nascido (filho de cidadão português) e recebendo em casa a certidão de registo de nascimento e o cartão de cidadão.

Trata-se de um meio complementar ao Gabinete Nascer Cidadão que poderá ser utilizado por todos os que possuam acesso a internet e a meios digitais.

O registo de nascimento poderá também ser realizado presencialmente nas Conservatórias de Registo Civil:

  • Almada – Praça São João Baptista n.º 6 B, 2800-199 Almada · Email: civil.almada@irn.mj.pt · Telefone: (+351) 212 725 710
  • Seixal – Quinta dos Franceses – Palácio de Justiça, 2840-499 Seixal · Email: civil.seixal@irn.mj.pt · Telefone: (+351) 212 271 217

Alerta-se para a importância de os pais efetuarem o registo civil do recém-nascido, o qual permite garantir uma maior segurança e proteção de direitos ao recém-nascido.

 

Equipa:

  • Dra. Cristina Leite, Diretora de Serviço
  • Dra. Mónica Cristina, Administradora
  • Enf.ª Rosália Marques, Enfermeiro Chefe
  • Enf. Carlos Rodrigues, Enfermeiro Chefe

 

Contactos:
Telefone: 212 727 109 | 212 726 735 | 212 727 238
Email: sec.ginecologia@hgo.min-saude.pt | secretariado.obstetricia@hgo.min-saude.pt

Pediatria

Pediatria é a especialidade médica que se dedica à assistência à criança e ao adolescente, nos seus diversos aspetos, sejam eles preventivos ou curativos.

Quais os cuidados de saúde prestados e as áreas de atividade do Serviço de Pediatria?

  • Internamento;
  • Consulta Externa;
  • Urgência;
  • Hospital de Dia.

Para além da área assistencial, o Serviço desenvolve ainda atividades de formação pré e pós-graduada e de investigação.

O Serviço de Pediatria disponibiliza as seguintes consultas:

  • Neuropediatria;
  • Neuropediatria / Convulsões;
  • Pediatria – Cardiologia;
  • Pediatria – Cinesiterapia;
  • Pediatria – Cirurgia;
  • Pediatria – Desenvolvimento;
  • Pediatria – Gastroenterologia;
  • Pediatria Geral;
  • Pediatria – Hematologia;
  • Pediatria – Nefrologia;
  • Pediatria – Neonatologia;
  • Pediatria – Otorrinolaringologia;
  • Pediatria – Pedopsiquiatria;
  • Pediatria – Pneumologia;
  • Pediatria Adolescentes;
  • Pediatria – Cuidados Paliativos [EIHSCP-P].

As consultas externas são solicitadas através dos Centros de Saúde/Unidades de Saúde Familiar (USF) por via eletrónica, médico assistente ou ainda por referenciação interna.

Equipa:

  • Dr. João Franco, Diretor de Serviço
  • Enf. Maria Clara Rocha, Enfermeiro Chefe
  • Dra. Mónica Cristina, Administradora

Contactos:
Telefone: 212 727 129
Email: sec.pediatria@hgo.min-saude.pt

Cirurgia Pediátrica

A atividade assistencial do Serviço distribui-se pelas seguintes áreas:

  • Consulta Externa;
  • Internamento;
  • Urgência (interna e externa);
  • Bloco Operatório;
  • Hospital de Dia.

O Serviço desenvolve ainda atividade ao nível da formação de internos, da participação e apresentação de trabalhos em reuniões científicas e da formação de enfermagem.

O Serviço de Cirurgia Pediátrica disponibiliza as seguintes consultas:

  • Consulta de Pós-operatório;
  • Consulta de seguimento.

Ambas as consultas são efetuadas por especialistas do Serviço, que são também responsáveis pela triagem e marcação dos pedidos de primeira consulta.

Equipa:

  • Dra. Isabel Vieira, Diretor de Serviço
  • Enf. Maria Clara Rocha, Enfermeiro Chefe
  • Dra. Mónica Cristina, Administradora

 

Contactos:
Telefone: 212 727 129
Email: sec.pediatria@hgo.min-saude.pt

CIRMA (Infertilidade)

Quem somos 

O Centro de Infertilidade e Reprodução Medicamente Assistida (CIRMA) do Hospital Garcia de Orta (HGO), da ULS Almada-Seixal, é uma unidade integrada de assistência à família, no âmbito da Infertilidade e Reprodução Medicamente Assistida, tendo como objetivo principal identificar, apoiar e orientar as famílias com dificuldade em alcançar uma gravidez.

O CIRMA iniciou atividade em junho de 2010, oferecendo tratamentos de 1.ª linha – inseminação intrauterina (IIU). A partir de julho de 2011, passou a realizar também tratamentos de 2.ª linha – fecundação in vitro (FIV) e microinjeção intracitoplasmática de espermatozoide (ICSI).

Sendo o único centro público a sul do País autorizado a ministrar técnicas de procriação medicamente assistida, o CIRMA tem como principais objetivos responder aos problemas de infertilidade dos utentes, auxiliar no diagnóstico e tratamento desta doença, contribuindo para o aumento da probabilidade de conseguir a gravidez e o filho desejado.

Inserido na rede nacional de cuidados em infertilidade (nível III, cuidados hospitalares de segunda linha), o CIRMA é um centro especializado, que desenvolve e disponibiliza meios de diagnóstico e terapêutica médica ou cirúrgica disponíveis, para tratar utentes da sua área de referenciação.

Realiza, anualmente, cerca de 500 primeiras consultas, e mais de 500 tratamentos de procriação medicamente assistida.

 

Respostas do CIRMA

O CIRMA presta cuidados hospitalares, tais como:

  • Consulta Médica de Apoio à Fertilidade;
  • Consulta de Enfermagem;
  • Exames ecográficos;
  • Espermograma;
  • Histeroscopia e histerossalpingografia;
  • Cirurgias de apoio à fertilidade;
  • Técnicas de PMA (1.ª e 2.ª linha);
  • Recolha Cirúrgica de Espermatozoides;
  • Autoconservação de Esperma;
  • Preservação do Potencial Reprodutivo (masculino e feminino) por Motivo de Doença Grave.

Nas suas instalações, o CIRMA conta, ainda, com o apoio da consulta de Psicologia, Endocrinologia e Urologia.

 

Equipa

Diretora: Isabel Simões dos Reis

Médicas: Iris Bravo, Margarida Enes

Enfermeiras: Edite Russo (Responsável), Ilda Inácio, Susana Coelho

Embriologistas: Sandra Ramos (Responsável do Laboratório), Pedro Ferreira (Responsável da Qualidade), João Garcia

Assistentes Técnicas: Laura Silva, Cristina Guedes

Assistentes Operacionais: Teresa Ramos, Maria Jesus

 

Onde estamos

O CIRMA fica situado num edifício autónomo, no Hospital Garcia de Orta. Estando de costas voltadas para a porta do Serviço de Urgência Geral, deve seguir em frente. O CIRMA fica situado no rés-do-chão do Edifício do Centro de Desenvolvimento da Criança.

 

Contactos

Telefone: 212 736 796
E-mail: cirma@hgo.min-saude.pt | secretariado.cirma@hgo.min-saude.pt

 

Técnicas de Procriação Medicamente Assistida (PMA)

A infertilidade é definida como uma doença do sistema reprodutivo, traduzida na incapacidade de obter uma gravidez após 12 meses ou mais de relações sexuais regulares e sem uso de contraceção.

Estima-se que, em Portugal, esta doença afete cerca de 300 mil casais, cerca de 8 a 10% da população em idade reprodutiva. Dados recentes mostram que cerca de metade dos casais com diagnóstico de infertilidade venha a necessitar de tratamentos de PMA.

É inevitável nos casos de mulheres sem parceiro ou de casais de mulheres, cujo acesso aos tratamentos de PMA ficou consagrado após a publicação da Lei n.º 17/2016, de 20 de junho.

 

Técnicas de 1.ª linha

Indução de ovulação e inseminação intrauterina (IIU)

Técnicas de 2.ª linha:

Fertilização in Vitro (FIV)

Microinjeção Intracitoplasmática de Espermatozoide (ICSI)

Transferência de Embriões Criopreservados (TEC)

Preservação da fertilidade (PF)

 

Critérios de Acesso

Consulte aqui os critérios de referenciação e admissão à consulta de apoio à fertilidade e os critérios de admissão às técnicas de procriação medicamente assistida.

Apela-se a que traga sempre consigo todos os documentos, relatórios de tratamentos anteriores, exames e análises, não apenas na primeira consulta, mas ao longo de todo o processo.

 

Política do CIRMA
Política de Qualidade

O CIRMA promove um modelo assistencial dinâmico e eficaz que permite responder com eficiência às expectativas de acessibilidade dos cidadãos, tendo como pilares fundamentais a Estratégia de Desenvolvimento da Qualidade do HGO, a Estratégia do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia, os requisitos de qualidade e segurança preconizados pelo Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, bem como o cumprimento dos requisitos legais e dos requisitos dos clientes.

Consulte aqui a Política da Qualidade do CIRMA.

 

Indicadores
  • 2011-2023

1.373 recém-nascidos vivos, desde a criação do CIRMA

2.579 famílias sujeitas a tratamentos PMA

  • 2022

40,5% – Taxa de gravidez por transferência de embriões a fresco (TEF)

Taxa de gravidez gemelar nas TEF – 10%

45,6% – Taxa de gravidez por transferência de embriões congelados (TEC)

Taxa de gravidez gemelar nas TEC – 10,7%

  • 2021

37,3% – Taxa de recém-nascido vivo por ciclo iniciado

 

Certificação CIRMA

Ver selo certificação

 

Links úteis

Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida

Sociedade Portuguesa de Medicina de Reprodução

Associação para o Planeamento da Família

Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia (ESHRE)

Associação Portuguesa de Fertilidade

Urgência Ginecológica e Obstétrica

O Serviço de Urgência Obstétrica e Ginecológica (SUOG) situa-se no piso 1 do edifício central e presta cuidados de saúde diferenciados à população feminina da área de influência do Hospital.

 

Privacidade

Todas as utentes que recorrem ao SUOG são triadas e observadas em salas de observação individual, em que se respeita a confidencialidade e privacidade.

 

Acompanhamento

É permitida a visita de acompanhantes a utentes internadas no serviço de observação. Os acompanhantes devem cumprir escrupulosamente todas as orientações que lhes forem transmitidas pelos membros da equipa do SUOG. No SUOG os acompanhantes só podem circular nas zonas autorizadas.

Contactos:
Telefone: 212 727 238
Email: secretariado.urgobst@hgo.min-saude.pt

Urgência Pediátrica

A urgência pediátrica do HGO presta cuidados em situações de emergência ou urgência e atende crianças com doença aguda referenciadas pelo seu Médico Assistente / Centro de Saúde ou pela linha SNS24. Funciona, habitualmente, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Porém, desde 1 de novembro de 2023 que a urgência noturna (entre as 20h e as 8h30) tem estado fechada.

Uma criança com um problema de saúde sem sinais de doença grave deve, se necessário, recorrer a serviços de saúde, mas não diretamente ao hospital.

Inicie os cuidados gerais em casa e vigie os sinais de gravidade nos primeiros 4 a 5 dias. Em caso de dúvida, contacte a linha SNS24 (808 24 24 24) ou aconselhe-se com o seu médico assistente e, se necessário, dirija-se ao seu Centro de Saúde.

Contamos consigo para nos ajudar a cuidar de si e dos seus!

Assista ao vídeo sobre Utilização Racional da Urgência Pediátrica  AQUI

 

 

Psiquiatria da Infância e da Adolescência

O Serviço de Psiquiatria da Infância e Adolescência do HGO é constituído por uma equipa fixa multidisciplinar. Este Serviço tem como objetivo o diagnóstico e tratamento das perturbações emocionais e comportamentais da criança e do adolescente (dos 0 aos 18 anos exclusive).

 

Como ter acesso a uma Consulta?

O pedido terá sempre que chegar através de:

  • Médico Assistente (via eletrónica);
  • Urgência hospitalar;
  • Internamento hospitalar;
  • Outras consultas médicas.

 

Após a receção…

O pedido é analisado pelo médico triador que avaliará, com base na informação clínica recebida, a indicação para acompanhamento no Serviço.

Uma vez aceite o pedido, a data da marcação de consulta será definida em função da gravidade de cada situação, de acordo com aportaria nº 95/2013 de 4 de Março do Ministério da Saúde.

 

Se não existir indicação para seguimento no Serviço…

O pedido será devolvido à origem.

 

No dia da Consulta…

Deverá dirigir-se ao secretariado do Serviço para confirmar a presença e atualizar os dados administrativos.

 

No final da consulta…

Deverá dirigir-se novamente ao secretariado para:

  • Se proceder ao registo informático da data da próxima consulta;
  • Solicitar a declaração de presença, se necessário.

 

Horário de funcionamento:

Dias úteis, das 8h30 às 17h00

 

Equipa:

  • Dra. Maria Rosa Esquina, Diretor
  • Dra. Mónica Cristina, Administradora

 

Contactos:

Telefone: 212 721 640

Morada: Rua Luis António Verney, Nº 35 1º Esqº | 2805-169 Cova da Piedade – Almada

Email: pedopsiquiatria@hgo.min-saude.pt

CDC

 

O Centro de Desenvolvimento da Criança Torrado da Silva (CDC) entrou em funcionamento em 2007 e é o único existente na zona Sul do País inserido no Serviço Nacional de Saúde. Destina-se a crianças e jovens com patologias neurológicas e do desenvolvimento, residentes na área de influência do Hospital Garcia de Orta.

O CDC presta serviços de prevenção, diagnóstico e tratamento de todo o tipo de Doenças Neurológicas agudas e crónicas e Perturbações do Desenvolvimento psicomotor, proporcionando uma assistência eficaz e eficiente, defendendo a promoção da qualidade e da excelência.

O CDC tem ainda como objetivos prestar apoio médico e psicossocial às famílias, bem como promover a ligação à comunidade, já desenvolvida pelas Unidades de Neuropediatria e Desenvolvimento e de Reabilitação Pediátrica, incentivando a continuidade de ação, privilegiando a ligação com os cuidados de saúde primários e promovendo a cooperação institucional.

Cooperar com os profissionais que atuam nos apoios educativos para avaliação e definição conjunta da metodologia mais adequada a cada criança e desenvolver atividade científica através da elaboração de trabalhos e projetos de investigação clínica são alguns dos outros objetivos principais.

 

BANCO DE EMPRÉSTIMO DE PRODUTOS DE APOIO (BEPA)

O Banco de Empréstimo de Produtos de Apoio surge de uma parceria entre a APPACDM Lisboa e o Centro de Desenvolvimento da Criança Torrado da Silva, tendo como objetivo melhorar a qualidade de vida das crianças acompanhadas no Hospital Garcia de Orta, assim como da população que tenha a necessidade de recorrer aos nossos serviços, através da disponibilização de produtos de apoio adequados a cada situação.

Com o banco pretende-se dar resposta rápida e sem burocracias no que respeita ao acesso a produtos de apoio, mas também, incentivar a reutilização dos mesmos. Assim, aqueles que deixaram de ser usados, ou os que já não servem às necessidades dos seus utilizadores, podem voltar a ter nova vida. Para tal, o BEPA encontra-se recetivo a produtos de apoio, ou brinquedos usados, de forma a fomentar consciência social da necessidade de criar ambientes sustentáveis para as comunidades.

 

Equipa:

  • Dra. Luísa Martins Rocha, Coordenadora
  • Dra. Mónica Cristina, Administradora

 

Contactos:

Telefone: 212 736 661
Email: seccdc@hgo.min-saude.pt