Cirurgia Geral

Cirurgia Geral é a especialidade médica que se dedica ao diagnóstico e tratamento de doenças passíveis de abordagem por procedimentos cirúrgicos, nomeadamente doenças do sistema digestivo, doenças endócrinas (glândulas tiroide e suprarrenal), da patologia da mama e das hérnias da parede abdominal. A cirurgia da pele e tecido subcutâneo (pequena cirurgia com anestesia local), a cirurgia laparoscópica e a cirurgia do trauma também se enquadram na cirurgia geral.

Quais os cuidados de saúde prestados e as áreas de atividade do Serviço de Cirurgia Geral

  • Internamento;
  • Consulta Externa;
  • Bloco Operatório;
  • Cirurgia de Ambulatório;
  • Urgência (interna e externa).

O Serviço desenvolve ainda atividades pedagógicas, nas áreas de ensino médico e de enfermagem, pré e pós-graduado, além de investigação clínica predominantemente nas áreas de patologia da parede abdominal, da patologia digestiva e oncológica em geral e da colorretal em particular.

O Serviço de Cirurgia Geral disponibiliza as seguintes consultas:

  • Cirurgia Geral;
  • Estomaterapia;
  • Pé Diabético;
  • Proctologia Cirúrgica.

As consultas externas são solicitadas através dos Centros de Saúde/Unidades de Saúde Familiar (USF) por via eletrónica, médico assistente ou ainda por referenciação interna.

Equipa:

  • Prof. Doutor Paulo Costa, Diretor de Serviço
  • Enf. Graça Oliveira, Enfermeiro Chefe
  • Dra. Rita Veloso Mendes, Administrador

Contactos:
Telefone: 212 727 114
Email: secretariado.cirurgia@hgo.min-saude.pt

Centro de Referência do Cancro do Reto

Cancro Colorretal

O Cancro Colorretal (CCR) é a terceira causa de cancro diagnosticada em homens, e a segunda em mulheres a nível mundial. A Sociedade Americana de Cancro (ACS) estima que irão ocorrer em 2019 101.420 novos casos de cancro do colon e 44.180 novos casos de cancro do reto. Estima ainda que são esperadas 51.020 mortes devido ao cancro colorretal.

O INE (Instituto Nacional de Estatística) refere que em 2017 ocorreram 3852 mortes em Portugal por cancro colorretal e do ânus. Segundo a World Cancer Research Fund a taxa de incidência do CCR em Portugal é de 40 por 100.000 habitantes.

É uma patologia que surge com maior frequência entre a 5ª e a 7ª décadas de vida, sendo que numa pequena percentagem de casos, surge antes dos 40 anos, habitualmente no contexto de CCR hereditário (Polipose Adenomatosa Familiar ou Carcinoma Colorretal hereditário não polipósico).

Apesar dos valores referidos é uma patologia que pode ser prevenida, através da instituição de hábitos de vida e de alimentação saudáveis, e rastreada, diminuindo assim a sua incidência e a sua mortalidade. O CCR é, de facto, um dos cancros mais acessíveis ao rastreio, pois a grande maioria desenvolve-se a partir de pólipos adenomatosos do cólon. Estima-se que a progressão de um adenoma até carcinoma ocorra no intervalo de tempo de pelo menos 10 anos, o que fornece uma boa oportunidade para o rastreio, uma vez que a remoção dos pólipos do cólon, normalmente assintomáticos, evita o aparecimento do mesmo.

Atualmente a Direção Geral da Saúde (DGS) propõe como rastreio a realização de PSOF (Pesquisa de Sangue Oculto nas Fezes) a toda a população sem fatores de risco, com idades entre os 50 e os 74 anos, seguida da realização de colonoscopia nos casos de teste positivo. Este programa só por si diminui a taxa de mortalidade por CCR em 16%.

O tratamento do CCR implica uma extensa e complexa atuação multidisciplinar, incluindo inúmeras especialidades médicas tais como: Cirurgia Geral, Gastroenterologia, Imagiologia, Oncologia, Radioterapia, Anatomia Patológica, Medicina Nuclear e Anestesiologia; outros profissionais de saúde tais como enfermeiros e nutricionistas dedicados a esta área, inúmeros técnicos de diferentes áreas, bem como a utilização de várias infraestruturas hospitalares: enfermaria, bloco operatório, laboratório de análises clínicas e de anatomia patológica, salas de exames radiológicos (Rx, ecografia, TC e Ressonância Magnética), hospital de dia de oncologia e de radioterapia, salas de exames especiais (anuscopias, colonoscopias).

 

O Centro de Referência do Cancro do Reto

Em Setembro de 2015, a DGS abriu um concurso com o objetivo de selecionar os hospitais do país com experiência e capacidade de prestação de cuidados médicos e cirúrgicos de elevada qualidade para o tratamento do Cancro do Reto. O Hospital Garcia de Orta submeteu a sua candidatura tendo demonstrado a sua capacidade para o tratamento desta patologia e os seus resultados no tratamento desta patologia, bem como, a taxa de complicações associada, demonstrando excelentes indicadores nesta área.

O reconhecimento oficial pelo Ministério da Saúde do referido Centro de Referência no HGO permitiu a concentração de casuística e recursos para o diagnóstico, tratamento e investigação científica desta patologia que envolve uma equipa multidisciplinar, com recurso a controlo científico e médico, com vista a uma prestação de cuidados de saúde de qualidade e segurança de excelência.

Em Agosto de 2019 terminou o processo de auditoria pela Direção Geral de Saúde ao Centro de Referência de Oncologia de Adultos- Cancro do Reto, tendo este recebido a avaliação BOM, avaliação esta que se manterá até 2024.

O Centro de Referência de Oncologia de Adultos – Cancro do Reto (CRE CR) do Hospital Garcia de Orta. EPE, presta serviços de diagnóstico, estadiamento, terapêutica médica e cirúrgica e consequente seguimento aos seus doentes com cancro colorretal, incluindo atividades desenvolvidas em ambulatório e em internamento, tendo sido reconhecido nas suas competências para prestação de cuidados de saúde diferenciados de qualidade.

O CRE CR recebe doentes de toda a área de referenciação do HGO, podendo receber também doentes de outras áreas, por vantagem terapêutica ou por mudança de residência, casos que serão avaliados individualmente.

Objetivos do CRE CR

  • Melhorar a capacidade diagnóstica e de tratamento da patologia cirúrgica do cancro do reto;
  • Agregar capacidade de resposta sinérgica em torno de entidades nosológicas com afinidades nas suas manifestações e abordagens diagnósticas e terapêuticas;
  • Maximizar o potencial inovador das ciências médicas e das tecnologias da saúde, otimizar ao máximo a investigação científica, potencializando-a a fim de obter reconhecimento internacional;
  • Disponibilizar cuidados de saúde de elevada especialização, traduzidos em melhorias significativas na qualidade, custo-efetividade e segurança de acordo com a carteira de serviços;
  • Prestar cuidados de saúde de elevada qualidade, eficientes e acessíveis, aos doentes cuja condição clínica exija uma concentração especial de conhecimentos médicos, altamente diferenciados;
  • Possibilitar acompanhamento individualizado do doente e da família e promover a sua participação no processo de tratamento;
  • Informar de forma concisa e clara o doente e família sobre a situação clínica ao longo do seu processo de tratamento;
  • Promover as boas práticas;
  • Promover o ensino e a investigação na área do cancro do reto, incentivando a formação dos profissionais;
  • Contribuir para a reforma estrutural do setor hospitalar.

 

O Centro de Referência do Cancro do Reto é uma unidade multidisciplinar, como tal a estrutura física em que decorrem as várias atividades do centro, e por onde os doentes são acompanhados nas diferentes fases do seu tratamento é complexa e está descrita posteriormente no Percurso do Doente.

A estrutura física do Centro de Referência do Cancro do Reto engloba assim as seguintes áreas clínicas:

  • Bloco Operatório Central
  • Hospital de Dia do Serviço de Hemato-oncologia
  • Internamento do Serviço de Cirurgia Geral
  • Internamento do Serviço de Hemato-oncologia
  • Serviço de Anatomia Patológica
  • Serviço de Patologia Clínica
  • Serviço de Medicina Intensiva
  • Serviço de Medicina Nuclear
  • Unidade de Cirurgia de Ambulatório
  • Unidade Funcional de Exames Especiais

O Centro de Referência do Cancro do Reto dispõe da seguinte Carteira de Serviços.

Equipa:

O CRCR, de acordo com o estipulado na candidatura a Centro de Referência, através do concurso aberto pelo Aviso 8402-O/2015 da Direção Geral da Saúde (DGS), engloba na sua equipa Médicos das várias especialidades (Cirurgia Geral, Oncologia, Gastroenterologia, Radiologia, Anatomia Patológica, Anestesiologia e Radioterapia), bem como Enfermeiros, Nutricionistas, Técnicos Superiores de Diagnóstico e de Terapêutica, Assistentes Sociais, Farmacêuticos, Psicólogos, Técnicos de Informática e Assistentes Operacionais. Esta equipa multidisciplinar apresenta uma diferenciação específica em patologia colorretal e participação frequente em reuniões nacionais e internacionais. O CRCR é também apoiado por outras especialidades médicas do Hospital Garcia de Orta (Medicina Interna, ImunoHemoterapia e Medicina Física e Reabilitação), bem como pela Farmácia Hospitalar, pelo Serviço de Nutrição e Serviço de Psicologia.

O CRCR articula-se ainda com outras instituições de forma a garantir a qualidade dos cuidados de saúde prestados aos seus doentes, tais como, o Serviço de Radioterapia do Hospital do Barreiro, o Serviço de Genética do IPATIMUP, o Departamento de Cirurgia HepatoBilioPancreática do Hospital Curry Cabral (Centro Hospitalar Lisboa Central) e o Serviço de Cirurgia Torácica do Hospital Pulido Valente (Centro Hospitalar Lisboa Norte).

PDF | Equipa

 

DOCUMENTOS:

 

Contactos:

 

  • Hospital Garcia de Orta
    • Serviço de Cirurgia Geral | Localização: Piso 4 | Horário: 08:30 – 16:00 | Telefone: 212 727 114 | E-mail: crcr@hgo.min-saude.pt
      • Cirurgia I: 212 727 112
      • Cirurgia II: 212 727 118
    • Serviço de Hemato-oncologia | Localização: Piso 8 | Horário: 08:30 – 16:00 | Secretariado: 212 726 798 | Hospital de Dia: 212 726 810
    • Exames Especiais | Localização: Piso 3 | Horário: 08:30 – 17:00 | Secretariado: 212 724 232

 

  • Centro Hospitalar Barreiro Montijo
    • Radioterapia | Secretariado: 212 147 382

Cirurgia Vascular

Cirurgia Vascular é a especialidade médica que se ocupa do tratamento cirúrgico de doenças das artérias, veias e vasos linfáticos. Atua junto à Angiologia, especialidade responsável pelo estudo clínico dessas doenças.

A Angiologia encarrega-se do estudo, diagnóstico e tratamento clínico das doenças vasculares. O tratamento clínico consiste em ações para promoção, prevenção, recuperação da saúde através de alterações dos hábitos de vida, medicamentos e exercícios físicos. A cirurgia vascular atua no diagnóstico, estudo e tratamento cirúrgico das enfermidades dos vasos. O tratamento cirúrgico pode ser da forma convencional – cirurgia através de incisões – ou por dentro dos vasos cirurgia endovascular.

Quais os cuidados de saúde prestados e as áreas de atividade do Serviço de Angiologia e Cirurgia Vascular?

  • Consulta Externa;
  • Internamento;
  • Laboratório vascular;
  • Angioradiologia diagnóstica e terapêutica;
  • Bloco Operatório;
  • Cirurgia do Ambulatório;
  • Transplante Renal e Acessos Vasculares para Hemodiálise;
  • Formação pré e pós-graduada.

As consultas externas são solicitadas através dos Centros de Saúde/Unidades de Saúde Familiar (USF) por via eletrónica, médico assistente ou ainda por referenciação interna.

O Serviço de Angiologia e Cirurgia Vascular realiza os seguintes exames:

  • Estudos ultrasonográficos e hemodinâmicos (carotídeo e vertebral, membros superiores e inferiores arterial e venoso, abdominais, acessos vasculares para hemodiálise e rim transplantado;
  • Arteriografias diretas e por cateterismo;
  • Flebografias.

O acesso a estes exames destina-se apenas aos utentes com prescrição hospitalar, com origem nos serviços de Urgência, Consulta Externa e Internamento. Não são realizados exames com prescrições do exterior.

Equipa:

  • Dra. Maria José Ferreira, Diretor de Serviço
  • Dra. Susana Sampaio, Administrador

 

Contactos:
Telefone: 212 727 194
Email: secretariado.vascular@hgo.min-saude.pt

Neurocirurgia

Neurocirurgia é a especialidade médica que se dedica ao tratamento de doenças do sistema nervoso central e periférico, traumas crânio-encefálicos e raqui-medulares passíveis de abordagem cirúrgica. É também responsável pela substituição de órgãos sensoriais disfuncionais por dispositivos artificiais.

Quais os cuidados de saúde prestados e as áreas de atividade do Serviço de Neurocirurgia

  • Internamento;
  • Bloco Operatório;
  • Consulta Externa;
  • Urgência.

Para além da área assistencial, o Serviço desenvolve ainda atividades de formação pré e pós-graduada e de investigação.

O Serviço de Neurocirurgia disponibiliza as seguintes consultas:

  • Neurocirurgia;
  • Neurocirurgia Pediátrica;
  • Neurorradiologia de Intervenção.

As consultas externas são solicitadas através dos Centros de Saúde/Unidades de Saúde Familiar (USF) por via eletrónica, médico assistente ou ainda por referenciação interna.

Equipa:

  • Dr. Manuel Cunha e Sá, Diretor de Serviço
  • Enf. Leonor Monteiro, Enfermeiro Chefe
  • Enf. Rui Ferreira, Enfermeiro Chefe
  • Dra. Rita Veloso Mendes, Administrador

Contactos:
Telefone: 212 727 143
Email: secretariado.neurocirurgia@hgo.min-saude.pt

Oftalmologia

Oftalmologia é a especialidade médica que se dedica ao diagnóstico e tratamento das doenças dos olhos.

Quais os cuidados de saúde prestados e as áreas de atividade do Serviço de Oftalmologia?

  • Internamento;
  • Consulta Externa;
  • Bloco Operatório;
  • Exames Complementares de Diagnóstico;
  • Urgência.

Para além da área assistencial, o Serviço desenvolve ainda atividades de formação pré e pós-graduada e de investigação.

Inaugurado a 1 de julho de 1992, o Serviço possui diferenciação técnica de topo, em todas as áreas assistenciais, tendo sido pioneiro no tratamento da Retinopatia da Prematuridade.

Desde 2010, encontra-se certificado para colheita e Transplante de Córnea, atividade que realizou com grande destaque nacional em 2011.

Situado no Piso 3, o Serviço conta com uma equipa jovem e dinâmica, mas já com grande experiência nas técnicas mais avançadas da Oftalmologia.

 

Ensino e Investigação
As atividades de ensino desenvolvem-se em várias áreas, envolvendo internos do Internato Complementar de Oftalmologia e internos do Ano Comum, bem como alunos do Curso Superior de Ortóptica da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa e da Escola Superior de Enfermagem.

O Serviço tem em curso vários projetos, nomeadamente uma tese de doutoramento em Oftalmologia, um mestrado em Oftalmologia, mestrados na área de Enfermagem e da Ortóptica, além de vários trabalhos científicos no âmbito da atividade assistencial Oftalmológica.

A atividade do Serviço de Oftalmologia está organizada em diversas áreas que se complementam: consulta geral e subespecialidades, gabinetes de exames complementares de diagnóstico e terapêutica, sala de recobro, bloco operatório de ambulatório, enfermaria e serviço de urgência.

 

Consulta Geral
A consulta geral funciona em cinco gabinetes onde são observados doentes referenciados pelos centros de saúde da área de influência do HGO ou de outras especialidades (doentes internados ou de consulta) do Hospital.

Existe ainda um espaço de consulta com dois gabinetes e uma sala de pré-exame no centro de Saúde de Almada, onde têm lugar diariamente consultas de primeira vez.

As consultas de sub-especialidade funcionam em diferentes gabinetes. Os doentes observados são provenientes da consulta geral, após diagnóstico de patologias oftalmológicas específicas. Inclui os seguintes gabinetes:

  • Glaucoma;
  • Implanto-Refrativa;
  • Inflamação Ocular;
  • Retina Cirúrgica;
  • Retina Médica;
  • Superfície Ocular Externa e Contactologia;
  • Oftalmologia Pediátrica e Estrabismo

Ambulatório
O bloco de ambulatório tem uma sala equipada com microscópio operatório, onde se realizam cirurgias de catarata, injeções intra-vitreas, outras cirurgias de ambulatório e de urgência.

Bloco Operatório
O bloco operatório central dispõe de uma sala também equipada com microscópio cirúrgico, onde se realizam, três dias por semana, cirurgias de catarata, vítreo-retinianas, estrabismos, transplantes de córnea, glaucoma, oculoplástica, e por vezes também cirurgia de urgência.

 

Urgência
O Serviço de Urgência está disponível durante 12 horas por dia, em dias úteis, das 08:00 às 20:00, sendo assegurado por médicos do Serviço de Oftalmologia do HGO. Recebe doentes referenciados do exterior, da Urgência Geral e dos Serviços de Internamento.

 

O Serviço de Oftalmologia disponibiliza as seguintes consultas:

  • Oftalmologia Geral;
  • Glaucoma;
  • Implanto-Refrativa;
  • Inflamação Ocular;
  • Retina Cirúrgica;
  • Retina Médica;
  • Superfície Ocular Externa e Contactologia;
  • Oftalmologia Pediátrica e Estrabismo;
  • Oftalmologia Diabetes Oculares.

As consultas externas são solicitadas através dos Centros de Saúde/Unidades de Saúde Familiar (USF) por via eletrónica, médico assistente ou ainda por referenciação interna.

 

Equipa:

  • Dr. Nuno Campos, Diretor de Serviço
  • Enf. Ana Maria Silva, Enfermeiro Chefe
  • Dra. Vanessa Rodrigues, Administrador

Contactos:
Telefone: 212 727 299
Email: secretariado.oftalmologia@hgo.min-saude.pt

Ortopedia

Ortopedia é a especialidade médica que se dedica ao diagnóstico e tratamento médico e cirúrgico das doenças do sistema locomotor. A

Traumatologia lida com o trauma do aparelho músculo-esquelético.

Quais os cuidados de saúde prestados e as áreas de atividade do Serviço de Ortopedia e Traumatologia

  • Internamento;
  • Bloco Operatório;
  • Urgência;
  • Consulta Externa.

Para além da área assistencial, o Serviço desenvolve ainda atividades de formação pré e pós-graduada e de investigação.

O Serviço tem como missão a prestação de cuidados de saúde do foro das doenças e traumatismos do aparelho locomotor, nomeadamente na sua vertente cirúrgica, à população da área de influência do HGO, assim como a doentes de outras áreas no que diz respeito a patologias e técnicas em que o serviço é considerado de referência nacional.

Para a persecução dessa missão, o serviço implementou uma filosofia de funcionamento conducente à satisfação do utente com a prestação de uma assistência da melhor qualidade, minimizando os custos operacionais, incluindo:

  • Utilização de tecnologias de ponta, que permitam um levante e marcha precoce com baixa demora média de internamento;
  • Disponibilidade de uma equipa médica restrita mas em exclusividade, permitindo uma maior dedicação aos utentes com menores custos operacionais;
  • Organização em unidades de patologias com atribuição de competências, levando a uma melhor qualidade técnica e eficiência dos atos médicos, como também a uma melhor racionalização e rentabilização dos equipamentos;
  • Criação de uma rotina de funcionamento integrada, com reunião clínica e visita médica diária conjunta, de modo a melhor controlar a evolução da patologia dos utentes e evitar prolongamento injustificado do internamento;
  • Instituição de preparação pré-operatória e reabilitação em regime ambulatório, limitando ao mínimo o tempo de internamento dos utentes;
  • Facultar condições para a investigação, formação e troca de informação científica entre profissionais, a nível nacional e internacional, por meio de visitas e estágios a outros serviços, apresentações em eventos científicos, comunicação eletrónica e desenvolvimento de programa de estágios para médicos estrangeiros no serviço.

 

Unidades Funcionais:

Unidade de Ortopedia Infantil e Técnicas de Reconstrução Óssea
Encontra-se vocacionada para o tratamento da patologia da fase de crescimento e para as técnicas de correção de desvios axiais, alongamentos, pseudartroses e infeções ósseas dos membros pela metodologia de Ilizarov.

Unidade de Artroplastia da Anca e Joelho
Está vocacionada para a cirurgia de substituição protésica da anca, utilizando-se próteses totalmente revestida a HAC ou híbrida, e do joelho com próteses cimentadas ou porosas além da cirurgia de revisão de próteses da anca e joelho.

Unidade de Artroscopia, Cirurgia do Joelho e Ombro
Dedica-se principalmente às artroscopias cirúrgicas do joelho e ombro, ligamentoplastias do joelho, acromioplastias e cirurgia de estabilização do ombro.

Unidade de Cirurgia da Mão e Pé
Procede nomeadamente ao tratamento cirúrgico do túnel cárpico e társico, cirurgia tendinosa, fasciectomias, artrodeses e artroplastias de resseção ou substituição, tendo um componente acentuado de cirurgia em regime ambulatório, nomeadamente a cirurgia minimamente invasiva ou percutânea do pé.

O Serviço de Orto-Traumatologia disponibiliza as seguintes consultas:

  • Ortopedia;
  • Ortopedia – Fixadores Externos;
  • Ortopedia Pé Boto;
  • Pediatria Imobilizações;
  • Pediatria Ortopedia;
  • Traumatologia.

As consultas externas são solicitadas através dos Centros de Saúde/Unidades de Saúde Familiar (USF) por via eletrónica, médico assistente ou ainda por referenciação interna.

 

Equipa:

  • Dr. Mário Tapadinhas, Diretor de Serviço
  • Enf. Rui Ferreira, Enfermeiro Chefe
  • Dra. Rita Veloso Mendes, Administrador

Contactos:
Telefone: 212 727 153
Email: sec.ortotrauma@hgo.min-saude.pt

Otorrinolaringologia

Otorrinolaringologia é a especialidade médica que se dedica ao diagnóstico e tratamento médico e cirúrgico das doenças dos ouvidos, nariz, garganta, da cabeça e pescoço incluindo glândulas salivares e ainda da voz.

Quais os cuidados de saúde prestados e as áreas de atividade do Serviço de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial?

  • Internamento;
  • Consulta Externa;
  • Bloco Operatório;
  • Exames Complementares de Diagnóstico;
  • Urgência.

Para além da área assistencial, o Serviço desenvolve ainda atividades de formação pré e pós-graduada e de investigação.

O Serviço tem como missão prestar cuidados e serviços médicos de diagnóstico e terapêutica, segundo o estado da arte e com um nível de excelência a todos os utentes que a ele recorrem, na área de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial.

A atividade desenvolvida baseia-se numa filosofia de trabalho em equipa, com ênfase na formação e aplicação de boas práticas médicas e de enfermagem, privilegiando a satisfação das necessidades dos utentes.

A diferenciação e a qualidade da prática clínica desenvolvida neste Serviço, é reconhecida, quer pela Ordem dos Médicos, a qual lhe atribuiu idoneidade em tempo total para formação de especialistas, quer por outras unidades hospitalares do continente e regiões autónomas, as quais referenciam alguns dos seus doentes com patologia mais diferenciada.

O Serviço organiza anualmente um espetáculo musical de beneficência no Dia Mundial da Voz.

 

Internamento

O Serviço de Otorrinolaringologia dispõe de 21 camas de internamento, partilhadas, em termos de espaço físico, com as especialidades cirurgia plástica e cirurgia maxilo-facial.

São internados no Serviço, doentes do foro ORL, em período pré e pós-operatório, para investigação diagnóstica e para tratamento de situações clínicas diagnosticadas na urgência ORL.

 

Urgência

A urgência de otorrinolaringologia decorre em espaço próprio no serviço de ORL (piso 3), dias úteis, das 08:00 às 20:00. São observados doentes com patologia urgente do foro ORL, encaminhados da urgência geral, após triagem.

Durante o mesmo horário os médicos escalados para a urgência externa, efetuam urgência interna, observando, sempre que solicitados, os doentes internados no hospital com queixas do foro ORL.

Bloco Operatório

O Serviço efetua cirurgias de elevada diferenciação em todas as áreas da otorrinolaringologia, dispondo para o efeito de todo o arsenal técnico e conhecimentos científicos necessários.

As cirurgias decorrem à segunda-feira na Unidade de Cirurgia de Ambulatório (UCA) – piso 6, e de quarta a sexta-feira no Bloco Central – piso 1.

Formação

Pré-Graduada

É um dos serviços responsáveis pela cadeira de otorrinolaringologia do Mestrado Integrado de Medicina da Universidade do Algarve;
Participa na formação de alunos de enfermagem no âmbito das parcerias entre as Escolas Superiores de Enfermagem e o HGO/Centro Garcia de Orta;
Participa na formação de alunos de terapia da fala no âmbito das parcerias entre a Escola Superior de Saúde Egas Moniz, a Escola Superior de Saúde de Alcoitão e outras e o HGO/Centro Garcia de Orta;
Participa na formação de alunos de audiologia no âmbito da parceria entre a Escola Superior de Saúde de Coimbra e o HGO/Centro Garcia de Orta.

Pós-Graduada

  • Médicos Internos de Medicina Geral e Familiar (MGF) – Dá formação na área de otorrinolaringologia aos internos de MGF que solicitam este estágio opcional com duração de 1 a 2 meses;
  • Médicos Internos de Otorrinolaringologia (ORL) – Longa experiência na formação de internos da especialidade de otorrinolaringologia, tendo idoneidade total para esta formação;
  • Cursos para médicos de MGF – Efetua com regularidade cursos de formação específica para médicos de MGF;
  • Terapeutas da fala – Participa na formação pós graduada de terapeutas da fala, em patologia da voz e da deglutição;
  • Jornadas Científicas – Organiza anualmente as Jornadas de Otorrinolaringologia do HGO, onde são debatidos aspetos científicos de relevo e /ou inovadores, tendo sempre convidados nacionais e internacionais de renome. Nestas Jornadas são efectuadas cirurgias em directo e cursos práticos.

 

A consulta externa de Otorrinolaringologia decorre todos os dias úteis das 08:00 às 20:00 no piso 3, serviço de ORL. O Serviço disponibiliza as seguintes consultas:

  • ORL geral – adulto;
  • ORL geral – pediatria;
  • Surdez Infantil;
  • Vertigem;
  • Rinite;
  • Olfato;
  • Oncologia ORL;
  • Terapia da Fala.

Podem ser referenciados para a consulta de ORL geral adulto e pediatria, doentes com suspeita de patologia do foro ORL, de acordo com os seguintes procedimentos:

  • Referenciação feita pelo médico de medicina geral e familiar, no centro de saúde ou unidade de saúde familiar, através do sistema informático (Alert P1), com relatório médico detalhado;
  • Referenciação feita pelo médico assistente, através de relatório médico detalhado, entregue no secretariado do serviço de ORL (piso 3);
  • Referenciação feita por médico de outra especialidade intra-hospitalar, através de relatório médico detalhado efetuado no sistema informático (SAM) e entregue no secretariado do serviço de ORL (piso 3).
  • Para as consultas acima referidas de sub-especialidades ORL a referenciação é feita exclusivamente por médicos otorrinolaringologistas do Serviço, após avaliação na consulta de ORL geral.

O Serviço de Otorrinolaringologia disponibiliza os seguintes exames complementares de diagnóstico, os quais são solicitados exclusivamente pelos médicos otorrinolaringologistas do serviço:

  • Audiometria tonal;
  • Audiometria vocal;
  • Audiometria Infantil;
  • Impedanciometria;
  • Potenciais Evocados Auditivos;
  • Otoemissões Acústicas;
  • Videonistagmografia;
  • Posturografia diagnóstica e terapêutica;
  • Olfactometria;
  • Testes de sensibilidade cutânea;
  • Endoscopia das vias aerodigestivas superiores no adulto (endoscopia rígida e flexível);
  • Endoscopia das vias aerodigestivas superiores em crianças;
  • Provas de avaliação da deglutição.

Equipa:

  • Dr. Luís Antunes, Diretor de Serviço
  • Dra. Rita Veloso Mendes, Administrador

Contactos:
Telefone: 212 727 295
Email: secretariado.orl@hgo.min-saude.pt

Urologia

Urologia é especialidade médica que se dedica ao diagnóstico e tratamento médico e cirúrgico das doenças do aparelho urinário e do aparelho genital masculino.

Quais os cuidados de saúde prestados e as áreas de atividade do Serviço de Urologia?

A atividade assistencial do Serviço distribui-se pelas seguintes áreas:

  • Consulta Externa;
  • Internamento:
  • Bloco Operatório;
  • Urgência (interna e externa);
  • Hospital de Dia;
  • Exames.

O Serviço desenvolve ainda atividades de formação pré e pós-graduada.

O Serviço de Urologia disponibiliza as seguintes consultas:

  • Urologia Geral;
  • Uro-Oncologia;
  • Andrologia.

As consultas externas são solicitadas através dos Centros de Saúde/Unidades de Saúde Familiar (USF) por via eletrónica, médico assistente ou ainda por referenciação interna.

O Serviço de Urologia realiza as seguintes técnicas de diagnóstico e seguimento de doenças oncológicas da bexiga:

  • Estudos urodinâmicos;
  • Urofluxometria;
  • Quimioterapia intravesical adjuvante das neoplasias vesicais;
  • Testes de disfunção eréctil;
  • Ecografia urológica de intervenção;
  • Biópsia prostática ecoguiada por via transretal.

O acesso a estes exames destina-se apenas aos utentes com prescrição hospitalar, com origem nos serviços de Urgência, Consulta Externa e Internamento. Não são realizados exames com prescrições do exterior.

Equipa:

  • Dr. Miguel Carvalho, Diretor de Serviço
  • Enf. Jaquelina Barros, Enfermeiro Chefe
  • Dra. Susana Sampaio, Administrador

 

Contactos:
Telefone: 212 727 104
Email: secretariado.urologia@hgo.min-saude.pt

Anestesiologia

Anestesiologia é a especialidade médica que estuda e proporciona a ausência ou alívio da dor em procedimentos cirúrgicos e exames de diagnóstico, durante os quais identifica e trata eventuais alterações das funções vitais, e cuida dos diversos sistemas do organismo. Atua ainda no âmbito da dor aguda e crónica aliviando o sofrimento.

Quais os cuidados de saúde prestados e as áreas de atividade do Serviço de Anestesiologia?

O Serviço presta assistência a todos os doentes nos períodos do pré, intra e pós operatórios, além da promoção da assistência, ensino e pesquisa em anestesia.

A atividade assistencial do Serviço distribui-se pelas seguintes áreas:

  • Bloco Operatório;
  • Bloco de Partos;
  • Cirurgia de Ambulatório;
  • Imagiologia/Neurorradiologia de intervenção e Angiografia;
  • Unidade Cuidados Intensivos Neurocirúrgicos;
  • Apoio aos exames endoscópicos de Gastroenterologia;
  • Centro de Infertilidade e Reprodução Medicamente Assistida;
  • Psiquiatria (ETC);
  • Consulta (pré-operatório);
  • Pós-operatório (controlo da dor aguda);
  • Urgência;
  • Internamento;
  • Recolha de órgãos e transplantes renais.

Equipa:

  • Dra. Ana Paula Sousa, Diretor de Serviço
  • Dra. Umbelina Santos, Administrador

 

Contactos:
Telefone: 212 727 231
Email: secretariado.anestesia@hgo.min-saude.pt

Cirurgia Maxilo-Facial

Cirurgia Maxilo-Facial é a especialidade médica que se dedica ao diagnóstico e tratamento cirúrgico de doenças e deformidades envolvendo aspetos funcionais e estéticos dos tecidos moles e duros da região oral e maxilofacial.

Quais os cuidados de saúde prestados e as áreas de atividade do Serviço de Cirurgia Maxilo-Facial

  • Internamento;
  • Consulta Externa;
  • Bloco Operatório;
  • Cirurgia de Ambulatório;
  • Urgência (interna e externa).

Contactos:
Telefone: 212 727 295
Email: secretariado.orl@hgo.min-saude.pt

Cirurgia Plástica

Cirurgia Plástica é a especialidade médica que que se dedica ao tratamento cirúrgico de doenças, malformações (congénitas e adquiridas) e lesões traumáticas da pele e anexos, nos seus aspetos morfológicos e funcionais.

Quais os cuidados de saúde prestados e as áreas de atividade da Cirurgia Plástica?

  • Internamento;
  • Consulta Externa;
  • Bloco Operatório;
  • Cirurgia de Ambulatório;
  • Urgência.

A Cirurgia Plástica disponibiliza as seguintes consultas:

  • Cirurgia Plástica Reconstrutiva;
  • Cirurgia Plástica – Cirurgia da Mão;
  • Pré-Cirurgia Dermatológica.

As consultas externas são solicitadas através dos Centros de Saúde/Unidades de Saúde Familiar (USF) por via eletrónica, médico assistente ou ainda por referenciação interna.

 

Equipa:

  • Dr. José Carlos Parreira, Coordenador da Unidade Funcional Autónoma
  • Dra. Rita Veloso Mendes, Administrador

Contactos:
Telefone: 212 727 335
Email: secretariado.cirplastica@hgo.min-saude.pt